Inglês Para Fins Específicos

Inglês para Fins Específicos

ingles para hotelaria

Ao término da Segunda Guerra Mundial, em 1945, foi anunciada uma era de enorme expansão da ciência, tecnologia e economia em escala internacional. Devido ao grande poder econômico e bélico fez dos Estados Unidos a potência mundial e consequentemente, elevou a língua inglesa à categoria de lingua franca.

Enquanto o inglês se tornava a língua da tecnologia e do comércio, ao mesmo tempo ela fez surgir uma nova geração de aprendizes que tinham necessidades específicas: homens de negócios queriam vender seus produtos, mecânicos tinham que ler instruções em manuais, médicos queriam estar atualizados com as novas pesquisas e descobertas, universitários precisavam ter acesso a textos de outros países...

Todos eles e muitos outros precisavam da língua inglesa e, o mais importante: eles sabiam para que eles a queriam. Então era cada vez mais necessário aprender o idioma para fins específicos e com metas bem definidas.

 

Inglês Para Fins Específicos X Inglês Geral

Se o conhecimento do idioma varia de área para área, de situação para situação, então nada mais natural o desenvolvimento de cursos que fossem capazes de atender a essa demanda: cada vez mais grupos de pessoas precisavam de conhecimentos linguísticos específicos para atuarem em suas áreas de estudo ou trabalho.

Diga-me a sua necessidade em língua inglesa que eu dir-lhe-ei o inglês que você precisará. Com base nesse princípio, surge então a definição de English for Specifc Purposes - Inglês para Fins Específicos: English for Specifc Purposes - ESP é uma abordagem para o ensino da língua em que todas as decisões quanto ao conteúdo e método são determinadas pelas necessidades de um grupo específico de alunos.

O ensino de Inglês para Fins Específicos é determinado por diferentes necessidades do aluno: profissional, ocupacional, social e outras. Portanto, deve incluir programas especializados que são projetados para desenvolver ouso comunicativo de Inglês em um campo especializado de trabalho, ciência ou tecnologia.

Não poderíamos falar de ESP sem falar de General English (GE) - Inglês Geral. O Inglês Geral se concentra em desenvolver a linguagem e as habilidades necessárias para a comunicação cotidiana eficazem uma ampla gama de diferentes contextos e situações e são de longa duração.

O GE não deve ser pensado como oposição ao ESP ou vice-versa. O ESP repousa sempre no conhecimento de Inglês Geral. O GE é mais dedicado a estruturas gramaticais de aprendizagem e vocabulário geral, enquanto que o ESP visa consolidar pronúncia, gramática e outras habilidades e na aquisição de um significado especializado de palavras em contextos profissionais.

 

ESP é um tipo de inglês?

É oportuno desmistificar também que o ESP seja considerado como “um tipo de inglês”. O fato de que uma língua seja usada para um fim específico, não implica que seja uma forma especial da língua.

ESP é simplesmente uma abordagem para o ensino da língua em que todas as decisões quanto ao conteúdo e metodologia são baseados nos motivos dos alunos para a aprendizagem de um conteúdo específico. A diferença principal entre ESP e GE está nos alunos e seus propósitos para aprender inglês.

 

Principais características

Há 3 características básicas que um bom curso de inglês específico deve apresentar:

  • Incluir as situações que você enfrentará em seu cotidiano profissional ou acadêmico e dentro das quais, você deverá se comunicar. Essas situações são chamadas de “situações-alvo”;
  • O vocabulário que você aprenderá deve estar totalmente conectado com essas situações alvo;
  • As práticas sugeridas pelo curso devem proporcionar a interação e a oportunidade de fazer, com o auxílio do professor, aquilo que depois você fará sozinho em seu dia a dia profissional ou acadêmico.

 

Perfil dos alunos

Os estudantes ESP são geralmente adultos que já têm alguma familiaridade com o Iinglês e querem aperfeiçoar seus conhecimentos no idioma a fim de executar determinadas funções relacionadas ao trabalho. Um programa ESP é, portanto, construído sobre uma avaliação dos objetivos e necessidades e as funções para as quais Inglês é necessário.

 

Nível de inglês

Para ter um melhor aproveitamento, recomenda-se que os alunos de ESP tenham nível intermediário ou avançado. Porém, isso não é uma regra, pois dependendo do público alvo e de como o curso foi planejado, o nível básico (A2) já seria suficiente. Para saber o seu nível de conhecimento em um idioma, consulte o Quadro Europeu Comum de Referência.

 

Conclusão

Para quem já possui alguma familiaridade com a língua inglesa e precisa apenas adquirir conhecimento específico do idioma em uma determinada área do conhecimento, fazer um curso de inglês específico é sem dúvida sua melhor opção, pois sua abordagem é planejada para suas necessidades práticas de comunicação.

 


hotelaria e educação a distância

redes sociais

Google Plus

slideshare

youtube

facebook

Nova Educação - Cursos a Distância | Avenida Beira Mar, 504 - Centro São Luís - MA | (98) 3238-4747 | CNPJ: 18.434.460/0001-93